> Barras de Access


Diabetes E Infecção Urinaria

Diabetes-e-infecção-urinaria
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

Diabetes E Infecção Urinaria

Classicamente considera-se o paciente diabético mais propenso ao desenvolvimento de infecções, sejam elas bacterianas, fúngicas ou virais. Porém, contrariamente ao senso comum, muitos estudos populacionais não evidenciam a associação de diabetes com maior susceptibilidade às infecções em geral. Diabetes Mellitus, simplesmente chamada diabetes, é uma doença causada por quantidades insuficientes de insulina no organismo ou pela incapacidade do organismo em utilizar quantidades normais de insulina.

Diabetes-e-infecção-urinaria

Diabetes-e-infecção-urinaria

Este desequilíbrio na utilização da insulina causa aumento de açúcar no sangue e, eventualmente, várias alterações podem ocorrer em diversas partes do organismo.

A diabetes aumenta o risco de infecções genitais, como candidíase, micose e infecção urinária tanto no homem na

mulher, principalmente quando a quantidade de açúcar no sangue permanece descontrolada por muito tempo.

Esse risco aumenta porque a hiperglicemia enfraquece o sistema imunológico, dificultando o combate a micro-organismos que causam infecções.

Por isso, manter a glicemia sanguínea devidamente controlada além de prevenir as complicações da diabetes, ajuda a evitar este tipo de infecções.

Infecções do trato urinário

Mulheres diabéticas podem ter de 2 a 3 vezes mais bacteriúria do que pacientes não diabéticas. Apesar de controvérsias quanto ao tratamento da bacteriúria assintomática, o risco de infecção do trato urinário superior, como pielonefrite, chega a ser de 4 a 5 vezes maior em pacientes diabéticas, sendo muito frequente o comprometimento bilateral.

Principais formas de contágio

As principais formas de contágio das infecções genitais em diabéticos são:

  • Falta ou excesso de higiene na região genital;
  • Não usar preservativo durante o contato íntimo;
  • Infecções não tratadas em outras partes do corpo, que acabam passando para a genitália.

Como prevenir as infecções recorrentes

Para prevenir que as infecções apareçam constantemente, o diabético deve:

  • Manter a glicemia controlada, para que o excesso de açúcar no sangue não prejudique o sistema imunológico;
  • Observar diariamente a região genital, procurando por alterações como vermelhidão e bolhas na pele;
  • Usar preservativo durante o contato íntimo, para evitar o contágio de doenças;
  • Evitar lavagens frequentes com duchas na região genital, para não alterar o pH da região e não favorecer o crescimento de micro-organismos;
  • Evitar usar roupas muito apertadas ou quentes durante todo o dia, pois favorecem a proliferação de micro-organismos nas genitálias.

No entanto, controlando a glicemia e tendo os cuidados necessários para evitar infecções, é possível ter uma vida normal e conviver bem com a diabetes.

Qual é o futuro de pacientes com diabetes?

Há realmente um grande esforço na investigação dos mecanismos do diabético. Espera-se que a terapêutica baseie-se mais na prevenção do que no tratamento suportivo no futuro.

Entretanto, o cuidado clínico do diabético melhorou muito com o advento da monitorização da glicemia através de aparelhos tipo glicosímetro, melhor reconhecimento do papel da pressão alta na progressão da nefropatia diabética e novas informações sobre o efeito da dieta na preservação da função renal.

Quando a diabetes causar uma insuficiência renal grave, o diabético pode ter sucessos com diálise ou transplante renal, e o sucesso é igual a de um paciente com insuficiência renal não-diabético . Finalmente os transplantes de pâncreas que então curam a diabetes estão aumentando em número e sucesso.

Recentemente, um grupo de pesquisadores de Edmonton (Canadá) relatou 100% de sucesso em 7 pacientes com o transplante de ilhotas de pâncreas (as células que produzem insulina).

Portanto, o futuro é realmente promissor com relação às novas descobertas dos mecanismos e manejo do diabetes.

Vote neste Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×