Diabetes Crônica: Diabetes Tipo 1 e 2

diabetes cronica
diabetes controlada banner 336x280

O diabetes crônica é uma doença que se caracteriza pela elevação dos níveis de glicose no sangue e que, por tabela, pode gerar complicações cardiovasculares por conta de lesões nos vasos sanguíneos.

É uma doença crônica por não ter cura, mas que pode ser controlada por meio de um tratamento adequado, que envolva atividades físicas, dieta alimentar balanceada e, em determinados casos, o uso de medicamentos.

No diabetes, por algum motivo o pâncreas deixa de fabricar a insulina necessária para fazer a glicose entrar na célula e, assim, alimentá-la. Sem glicose as células ficam famintas e, começamos a sentir muita fome.

Ao mesmo tempo, como a glicose não entra na célula, ela fica sobrando no sangue, o que faz com que transborde na urina, nos levando a urinar muito também e a sentir muita sede.

Algumas pessoas desenvolvem diabetes após doenças no pâncreas. Outras pessoas (a grande maioria) desenvolvem diabetes e não conseguimos descobrir a causa.

Mas, sabemos que em qualquer das situações, o pâncreas não está funcionando corretamente.

Seja não fabricando nenhuma insulina (diabetes insulino-dependente), seja fabricando pouca insulina ou uma insulina fraca (diabetes não insulino-dependente).

Como Saber Se A Diabetes É Crônica

O diabetes é uma condição crônica que surge quando o pâncreas não é capaz de produzir insulina (tipo 1) ou quando o organismo não consegue fazer o uso correto deste hormônio (tipo 2), acumulando glicose no sangue.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), uma doença é caracterizada como crônica quando possui uma ou mais dos seguintes aspectos: é permanente, produz incapacidade/deficiências residuais, são causadas por alterações patológicas irreversíveis, exigem uma formação especial do doente para reabilitação, ou podem exigir longos períodos de supervisão, observação ou cuidados.

Por conta da grande recorrência de doenças crônicas, como o diabetes tipo 1 e 2, o Ministério da Saúde possui o Plano de Ações Estratégicas para o Enfrentamento das Doenças Crônicas Não Transmissíveis no Brasil, que tem como objetivo fortalecer o serviço de saúde voltado à doenças crônicas e promover o desenvolvimento de políticas públicas para prevenção e cuidado com este tipo de doença e seus fatores de risco.

diabetes controlada banner 730x200

Veja Este Vídeo Sobre Os Sintomas Do Diabetes

Por conta da grande recorrência de doenças crônicas, como o diabetes tipo 1 e 2, o Ministério da Saúde possui o Plano de Ações Estratégicas para o Enfrentamento das Doenças Crônicas Não Transmissíveis no Brasil, que tem como objetivo fortalecer o serviço de saúde voltado à doenças crônicas e promover o desenvolvimento de políticas públicas para prevenção e cuidado com este tipo de doença e seus fatores de risco.

Por conta da grande recorrência de doenças crônicas, como o diabetes tipo 1 e 2, o Ministério da Saúde possui o Plano de Ações Estratégicas para o Enfrentamento das Doenças Crônicas Não Transmissíveis no Brasil, que tem como objetivo fortalecer o serviço de saúde voltado à doenças crônicas e promover o desenvolvimento de políticas públicas para prevenção e cuidado com este tipo de doença e seus fatores de risco.

Você Também Vai Gostar

Tratamento Diabetes Crônica

O diabetes não pode ser dissociado de outras doenças glandulares. Além da obesidade, outros distúrbios metabólicos (excesso de cortisona, do hormônio do crescimento ou maior produção de adrenalina pelas supra-renais) podem estar associados ao diabetes.

O Diabetes tipo 1 é também chamado de insulinodependente, porque exige o uso de insulina por via injetável para suprir o organismo desse hormônio que deixou de ser produzido pelo pâncreas.

A suspensão da medicação pode provocar a cetoacidose diabética, distúrbio metabólico que pode colocar a vida em risco.

O Diabetes Tipo 2 não depende da aplicação de insulina e pode ser controlado por medicamentos ministrados por via oral. A doença descompensada pode levar ao coma hiperosmolar, uma complicação grave que pode ser fatal.

Dieta alimentar equilibrada é fundamental para o controle do diabetes. A orientação de um nutricionista e o acompanhamento de psicólogos e psiquiatras podem ajudar muito a reduzir o peso e, como consequência, cria a possibilidade de usar doses menores de remédios.

Atividade física é de extrema importância para reduzir o nível da glicose nos dois tipos de diabetes.

Se você quer se livrar do Diabetes e evitar suas terríveis complicações como: cegueira, feridas que não cicatrizam e amputações ►► CONHEÇA ESTE MÉTODO AQUI QUE REVERTE SEU DIABETES EM ATÉ 30 DIAS ◄◄

diabetes controlada banner 725x342
0 Shares: