Diabetes Mellitus Tipo 2

diabetes mellitus tipo 2
diabetes controlada banner 336x280

A Diabetes Mellitus tipo 2 é uma doença que afeta um grande número de pessoas em todo o mundo. Apesar dos avanços da investigação científica no diagnóstico, no tratamento, na prevenção das complicações e mesmo na prevenção de algumas formas de diabetes, é um problema que continua a crescer, sendo por isso considerada um problema de Saúde Pública.

Existe uma heterogeneidade marcada de tipos de diabetes desde a etiologia ou causa, prognóstico e tratamento recomendável.

A Diabetes Mellitus é uma doença caracterizada por hiperglicemia crônica, ou seja, o nível de açúcar no sangue (glicemia) está aumentado para lá dos valores normais, devido a uma perturbação no funcionamento da insulina.

Normalmente, o que a insulina faz é facilitar a entrada da glicose que está em circulação para dentro das células que a vão utilizar na produção de energia para o seu funcionamento. Se a insulina não existe ou não funciona, a glicose mantém-se no sangue, surgindo a hiperglicemia.

Contrariamente ao que acontece na diabetes tipo 1, onde há uma falta absoluta de insulina, por destruição das células do pâncreas que a produzem, na diabetes tipo 2, o que acontece é que as células não respondem ou respondem mal à insulina, dizendo-se que têm resistência à insulina.

Geralmente existe uma predisposição genética para essa resistência (por isso é que é mais provável desenvolver diabetes se se tiver um ou mais diabéticos na família).

É uma doença que pode evoluir sem sintomas ou com sintomas mínimos, é muito frequente nos países desenvolvidos ou em desenvolvimento, com frequências variáveis entre 4 e 15 % da população.

Você Também Vai Gostar

Diabetes Mellitus Tipo 2 – Causas

Ao contrário das pessoas com diabetes tipo 1, as pessoas com diabetes tipo 2 produzem insulina. Entretanto, o corpo pode criar uma resistência à insulina – ou seja, ele não responde da forma como deveria à ação da insulina e não a utiliza corretamente.

Também pode acontecer de o paciente com diabetes tipo 2 não produzir insulina suficiente para suprir as demandas do seu corpo. Nesse processo, a insulina insuficiente não consegue carregar todo o açúcar para dentro das células, e ele acaba se acumulando no sangue.

Diabetes Mellitus Tipo 2 – Fatores De Risco

Qualquer pessoa pode ter diabetes tipo 2. Mas existem algumas condições que aumentam o risco:

  • Idade acima de 45 anos
  • Obesidade e sobrepeso
  • Diabetes gestacional anterior
  • Histórico familiar de diabetes tipo 2
  • Pré-diabetes
  • Sedentarismo
  • Baixos níveis de colesterol HDL
  • Triglicerídeos elevados
  • Hipertensão
  • Consumo elevado de álcool.

Diabetes Mellitus Tipo 2 – Tratamentos

Apesar de não existir cura para a diabetes, existem diversos modos de tratar e controlar bem a diabetes tipo 2.

O objetivo fundamental de qualquer tratamento para a diabetes é controlar a glicose no sangue, para manter estes valores dentro dos limites do normal para minimizar o risco de complicações tardias.

O tratamento da diabetes tipo 2 assenta na promoção de um estilo de vida saudável.

Os seguintes componentes são a pedra angular do tratamento com sucesso da diabetes tipo 2

diabetes controlada banner 730x200
  • As modificações da dieta/alimentação saudável; 
  • O exercício físico; 
  • A monitorização ou pesquisa de glicemias capilares; 
  • A educação do diabético.

Dieta Ou Plano Alimentar

Descobrir que se tem diabetes tipo 2 não significa que nunca mais se irá comer os alimentos de que se gosta. Geralmente, as pessoas com diabetes tipo 2 podem desfrutar dos mesmos alimentos ou comidas que qualquer pessoa sem diabetes, desde que controlem as calorias, se mantenham ativas e pratiquem exercício físico regular.

No entanto, se for obeso (pesar mais 20% que o peso recomendado para a altura), terá que perder peso, dado que muitas pessoas com diabetes tipo 2 podem reduzir ou normalizar a glicose apenas com a perda de peso, sem recurso a medicamentos (só dieta e exercício).

Um endocrinologista ou nutricionista pode ajudá-lo a desenvolver um plano alimentar personalizado, com o objetivo de melhorar os seus hábitos alimentares, corrigir os erros alimentares, mas reconhecendo as suas preferências alimentares.

Recomenda-se o uso da pirâmide ou roda dos alimentos para guiar as escolhas dos alimentos, com ênfase na seleção de alimentos saudáveis e variados.

Exercício

Ter sobrecarga de peso ou obesidade torna o controlo da Diabetes Mellitus tipo 2 mais difícil. Portanto, manter um peso saudável é uma parte importante do tratamento.

Estar ativo e efetuar algum tipo de exercício de forma regular ajuda os doentes com diabetes não só a tratar excesso de peso, mas também a baixar os níveis de glicose no sangue.

Isto reduz, portanto, o risco global de desenvolver algumas das complicações tardias associadas com diabetes.

A duração do exercício que um doente com diabetes tipo 2 pode fazer é calculada com base em muitos fatores, como idade, peso, estilo de vida, a existência de outros problemas de saúde e a experiência prévia com exercício.

Todas as pessoas com o diagnóstico de diabetes tipo 2 devem ser submetidas a um exame médico completo antes de iniciar qualquer programa de exercício.

Medicações

Enquanto algumas pessoas com diabetes tipo 2 podem tratar a diabetes só com dieta e exercício, outras requerem medicação. Os antidiabéticos orais prescritos em monoterapia ou em combinação, com ou sem injeções de insulina, são todos os modos possíveis que o seu médico pode usar para tratar a diabetes tipo 2 pode se usar o tratamento do Dr. Rocha.

A maioria dos antidiabéticos orais usados para tratar a diabetes tipo 2 atua por aumentar a produção de insulina, diminuir a produção de glicose, ou aumentar a capacidade do organismo usar a sua própria insulina mais eficazmente.

Existem diferentes antidiabéticos orais disponíveis para o tratamento da diabetes.

Descubra como reverter o Diabetes Tipo 2 e Pré-diabetes em 30 Dias, naturalmente e sem efeitos colaterais! ►► Curar Diabetes Aqui! ◄◄

diabetes controlada banner 725x342
0 Shares: